domingo, 27 de janeiro de 2008

CARTA DE UMA AMIGA VIRTUAL




DE OCENILDA PARA JÂNIO

Verviers (Bélgica), 26 de janeiro de 2008.

Caríssimo Amigo,


Como não é possível dizer-lhe de viva voz, em razão da distância e do tempo, estou aproveitando deste maravilhoso engenho que é a Internet e da sua família que constituo meu porta-voz, para que chegue até você as minhas palavras de amizade, reconforto, de força e coragem, neste momento e faço isso não só em meu nome, mas em nome de todos os seus amigos e, principalmente, amigas do Orkut que estão sentindo o vazio deixado pela sua ausência e não querem de jeito nenhum o perder e nem tão pouco que você fique agitado ouvindo a leitura dessas palavras. Promete? Obrigada, já vi que você é um bom menino.

Ao contrário, meu querido amigo, nós só queremos que você continue calmo, sereno e paciente com todos esses cuidados longos, chatos, cansativos, mas necessários, ou melhor, imprescindíveis, que a sua médica tem de lhe administrar. Pense que isso é só para o seu bem e para que você saia logo daí, de preferência para casa, mas se no princípio isso logo não for possível, para o apartamento mais confortável e aconchegante desse estabelecimento hospitalar, a fim de poder receber com mais conforto a sua família, os amigos e poder falar com os que estão distantes e impossibilitados (como eu) de vir ao seu encontro de viva voz.

Você não gostaria de receber os parabéns da família e os desta sua simples amiga virtual de viva voz e num ambiente mais propício, apesar de ser aí no hospital, do que a sala onde você se encontra nesse momento, cercado de outras pessoas por todos os lados, como se fosse uma ilha, mas afastado a muitas milhas da família, o seu continente? Estou certa que sim, então, como um bom menino, um pouquinho mais de paciência e serenidade, nada de querer se levantar prematuramente, nem de falar antes do tempo. Concorda? Sei que você vai balançar a cabeça que sim. Estamos entendidos, não é?

Meu Amigo, aproveite dessas “férias” forçadas, desse “repouso” circunstanciado, para descansar e repensar na sua vida, na chance que você tem de ter essa família linda e maravilhosa à volta do seu leito e, que acima de tudo, ama e ainda precisa muito de você, como aliás todos os seus amigos também, inclusive os virtuais, como eu, entendeu? Acho que sim (ainda bem) você é um garoto inteligente, disso nunca tive nenhuma dúvida.

Sabe, ainda gostaria de mudar o meu estatuto, ou seja, de amiga virtual para real. Espero que esse também seja o seu desejo. E não gostaria que o nosso primeiro encontro fosse nesse “cinco estrelas” em que você se encontra agora. Sou uma pessoa com gosto mais simples e menos requintado, portanto, prefiro o ambiente familiar, você não? Acho que você também. Nisso, temos um ponto em comum, não acha?

Ainda tenho muitas traduções de canções francesas para lhe enviar. Sei que estou em dívida com você e tenho o costume de pagar as minhas dívidas. Não deixe que a minha fama de devedora honesta, passe para a de devedora inadimplente que não costuma saldar as suas dívidas, viu? Prometi-lhe traduzir as mais belas canções de Charles Trenet e de Jacques Brel e estou apenas no princípio do ressarcimento da minha dívida. Você precisa sair daí “novinho em folha” para que eu possa resgatar essa minha dívida, concorda?

Você ainda tem muita coisa de sua vida para me contar e muitas experiências para transmitir a todos que têm a sorte, como sua família, seus amigos reais e virtuais, como eu, para aprender com você. Então, meu amigo, lute como um guerreiro, como os guerreiros que tanto admiramos na História. Mas lute pela vida, obedecendo aos superiores hierárquicos, no seu caso aí, são os médicos. Faça tudo o que eles mandarem, mesmo se num dado momento você achar que está difícil, mas diga que é pelo bem da Pátria, é pelo seu bem, viu? Nos momentos mais difíceis e solitários, à noite, por exemplo, em que tiver que remar sozinho contra a corrente dos mares bravios, pense na família, pense em nós, seus amigos reais ou virtuais, que apostamos em você e por isso você não pode e não vai nos decepcionar. Você é um guerreiro e os guerreiros lutam até o fim para ganhar e não para se deixar abater. Mesmo no maior momento de desânimo você precisa, deve, tem a obrigação mesmo de continuar lutando para salvar o seu exército, no caso a sua família, os seus amigos (reais ou virtuais) que precisam de você, que contam com você e é por eles que você vai vencer. Você é um vencedor, não precisa provar, nós já o sabemos, cabe agora então só a você, demonstrar para você mesmo. É com isso que estamos contando. Não nos decepcione, por favor! Eu sei que você não vai nos decepcionar, eu sei que você não vai me decepcionar.

Então, avante! No dia 1° de fevereiro, nós temos um encontro marcado, não me decepcione. Quero dar de viva voz os parabéns para o meu melhor amigo virtual, mas para isso, você vai ter de fazer um sacrifício, ficar bem comportadinho e fazer tudo o que os médicos mandarem, prometido? Obrigada, sabia que posso sempre contar com você.

Então, amigo, um último pedido antes que essa cartinha se transforme num jornal: prometa aqui esta sua amiga por quem, acho que você tem um pouquinho de estima e consideração, prometa que vai lutar para sair logo logo desse “cinco estrelas” que não combina nem um pouco com a alma de Che Guevarista que existe em você, tá?

Um último pedido, nada de tristeza, nem lágrimas de saudades, porque sei que você deve estar com saudades não só minhas, mas de todas as lindas “gatinhas” que até hoje não param de deixar mensagens de saudades na sua página. Promete que não vai mais chorar nem se estressar quando ouvir a palavra Orkut? Nós aqui não vamos lhe abandonar não, você ainda ter de nos aturar durante muitos e muitos anos, enquanto houver Orkut, tá bem? Então, nada de choro, só se for de alegria, viu?

Um grande beijo no seu coração. Fique com Deus e até o dia 1° de fevereiro. Deixo a você a honra de marcar a hora aí do Brasil para me conceder um minutinho de sua atenção porque sei que, mesmo aí nesse “cinco estrelas” da vida, você é uma pessoa muito requisitada, principalmente pelo público feminino, pelas inúmeras mulheres de sua vida (Kelly, Mila, Natasha, Suelen, Vaneide, amiga Fatinha, sobrinhas, etc., etc., ....) e quantas mais que eu desconheço, sei que a lista é enorme! Então deixo ao cavalheiro, o prazer de marcar a hora e mande me dizer por uma das mulheres de sua vida, tá? Estou sempre mantendo o contato com elas para também poder ter uma horinha, ou melhor, um segundinho da sua atenção.

Fique com Deus e fique bom para todos nós que o amamos muito.

A amiga virtual que muito o estima e admira.

Ocenilda

Um comentário:

Ocenilda disse...

Obrigada, amiga Vaneide.
Você sempre me surpreendendo, hein, amiga? Quanta honra para mim me ver publicada em seu lindo blog. Sabe, mesmo nos momentos onde o seu tempo é tao reduzido, você ainda encontra um tempinho para atualizar sua obra-prima de blog.
Fé, muita Fé, amiga. Fiquem com Deus. Você e sua familia, incluindo a Fatinha é claro, ja fazem parte da minha familia. Adoro vocês. Beijos.

Ocenilda