terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

Hoje






(Rose Mori)

Sabe hoje?

Eu precisava que você me amasse,

mas me amasse de verdade,

de todas as formas

de todos os meios...


Que me amasse por dentro

e por fora, do avesso e do direito


Hoje,

eu precisava que você

me acariciasse a alma

afagasse meu coração

e mimasse meus sentimentos


Precisava que você

me aninhasse em seus braços

me dissesse palavras de amor

que nada têm a ver

com a dor que chega de repente

e toma conta de tudo...


Por favor,

não fique encabulado!


É apenas mais um poema

nascido deste coração solitário

dentro da madrugada vazia.


E se lhe digo todas estas coisas,

é porque sei que só você entende

as controvérsias que vivem em mim.


Mas, falando sério mesmo,

com tudo o que há de errado,

com tudo que na verdade não existe,

hoje eu estava precisando mesmo

que você me amasse

como jamais amou alguém.




Um comentário:

Carlos Lopes disse...

vim so deixar um beijao pra vc